O cigarro causa impotência sexual, se você fuma provavelmente já viu propaganda na carteira de cigarros com esta informação. Agora, você sabe como isso acontece? Neste artigo você vai encontrar

Como ocorre a ereção;

Como o cigarro causa disfunção erétil;

Como parar de fumar.

Um cigarro contém mais de quatro mil produtos químicos prejudiciais à saúde, as mais importantes são: monóxido de carbono, nicotina e alcatrão. Estes produtos adentram diretamente à corrente sanguínea através dos pulmões quando a fumaça do cigarro é inalada.

O Monóxido de Carbono (CO) tem uma afinidade grande pela hemoglobina contida nos glóbulos vermelhos do sangue, que têm a função de transportar o oxigênio dos pulmões para o restante do corpo. A ligação do CO com a hemoglobina impede que o oxigênio seja transportado, o que leva o coração e o cérebro a serem privados desta essencial molécula, causando doenças coronarianas (infarto e angina) e arterosclerose.

A nicotina tem propriedade vasoconstritora, ou seja, ela diminui o calibre dos vasos sanguíneos, dificultando a circulação do sangue e pode levar ou agravar a hipertensão arterial, além de causar doenças cardiovasculares, como infarto, acidente vascular cerebral e osteoporose. A nicotina também é broncoconstritora (reduz o calibre dos brônquios), o que provoca bronquite crônica. E, ainda, pode causar enfisema pulmonar, úlcera gástrica, menopausa precoce, aborto espontâneo, baixo peso ao nascer entre outros. Alem de tudo é a responsável pela dependência do tabaco.

Já o alcatrão é composto por várias substâncias químicas responsáveis pelo aparecimento de vários tipos de câncer.

Das dez principais causas de morte no mundo, o cigarro pode ser um agravante de seis! Mas hoje o assunto não é especificamente a morte do coração e sim a do pênis, a famosa disfunção erétil. Pra você entender o motivo do cigarro causar disfunção erétil precisa primeiro compreender como ocorre uma ereção.

Como ocorre a ereção

A ereção pode ocorrer por dois mecanismos: de forma espontânea ou por estimulação. As ereções espontâneas são aquelas que ocorrem sem estímulo aparente, por exemplo as ereções matinais que tanto intrigam as mulheres. Este tipo de ereção é um mecanismo de proteção do corpo para evitar a atrofia do pênis, e o homem não tem controle sobre ela, ela simplesmente acontece, as vezes nas horas mais impróprias.

A segunda forma é através da estimulação. Nestes casos a estimulação começa no cérebro devido a um estímulo. Os estímulos podem vir de qualquer um dos órgãos dos sentidos e também da imaginação. A estimulação vinda dos sentidos vai estimular o núcleo paraventricular do hipocampo, uma estrutura que faz parte do sistema límbico e é responsável pela nossa parte emocional.

O hipocampo vai passar a estimulação pelo sistema nervoso central (localizado dentro da espinha) até chegar à próstata e aos corpos cavernosos do pênis, que por sua vez vão relaxar e permitir a entrada de sangue pelas artérias. Ao se encherem de sangue, os corpos cavernosos se expandem, fazendo com que a túnica albugínea do pênis pressione as veias e as impeçam de retirar o sangue do pênis, o que aumenta a pressão dentro do pênis e cause uma ereção.

Como o cigarro causa disfunção erétil

Como você deve ter percebido pela explicação acima, o pênis precisa de sangue para ter uma ereção, este sangue é transportado ao órgão pelas artérias e retirado do membro pelas veias. As artérias levam o sangue do coração para o corpo, e as veias transportam o sangue do corpo novamente para o coração.

Acontece que as artérias que irrigam o pênis são as de menor calibre (mais finas) do corpo. E o que o cigarro faz é deixar o calibre destas artérias (e de todas as outras) ainda menor. Uma imagem vale por mil palavras, então dê uma olhada nesta:

Você pode perceber que o calibre da artéria na imagem foi diminuído pelo acúmulo de placas aterioscleróticas. Os componentes do cigarro auxiliam o acúmulo destas placas devido aos danos no endotélio (células que revestem os vasos sanguíneos). Nos lugares que houve dano há o deposito de gorduras e a formação de placas.

Leita também:

Ansiedade causa disfunção erétil

Disfunção erétil – sintomas, causas e tratamento

O tamanho do pênis importa

O cigarro também atua nas artérias ao diminuir a concentração de óxido nítrico, que é uma substância protetora, o que deixa as artérias mais vulneráveis a concentração de gordura. E o óxido nítrico é um vital componente para a vasodilatação e a entrada de sangue no pênis. O óxido nítrico é tão importante que a ação do Viagra é devido ao aumento desta substância. Então o cigarro facilita a diminuição do calibre da veia e diminui sua elasticidade e, portanto, a vasodilatação, resultando em dificuldade de ereções, ou ereções menos rígidas (meia bomba).

Os danos citados acima acontecem em todo o corpo, apesar do foco do artigo ser na disfunção erétil, também há danos no coração, cérebro e pulmões, o que pode causar AVC, infarto e DPOC.

Agora você deve estar se perguntando, tá e como eu paro de fumar?

Como parar de fumar

Há algumas pessoas que conseguem parar de fumar sozinhas, mas geralmente isso é exceção ou só acontece depois da pessoa estar em estado tão grave que se não parar vai morrer. A maioria das pessoas vai precisar de ajuda para parar de fumar.

Hoje temos algumas medicações no mercado que podem ajudar o fumante a parar de fumar. As mais conhecidas são o Bupropiona e os adesivos de nicotina. O Bup é uma medicação antidepressiva que também age diminuindo a ansiedade e as compulsões. É uma medicação relativamente segura, mas pode ter alguns efeitos colaterais como aumento da pressão, insônia, sonolência e boca seca, que são as mais comuns.

Os adesivos de nicotina atuam através da reposição de nicotina, de forma que o paciente pare de fumar o cigarro e receba a nicotina pela pele. Isso faz com que a vontade de fumar e os sintomas de abstinência diminuam. O tratamento padrão com adesivo dura em torno de três meses, você começa com usando o adesivo de 21mg por 28 dias, passa para o de 14 mg por mais 28 dias, e fecha os últimos 28 dias com o de 7mg, depois disso você não usa mais. Existem outras medicações com nível maior de eficácia, porém o custo acaba sendo extremamento elevado.

Independente de qual medicação você use, é necessário um acompanhamento psicológico para parar de fumar. Inclusive se tiver que optar entre medicação e terapia, opte para terapia. Digo isso porque parar de fumar não é difícil, o difícil é se manter sem fumar, e isso você só aprende na terapia. E não é qualquer psicologo que vai trabalhar bem nesta área, tem que ser psicólogo que siga um protocolo cognitivo comportamental.

Caso você queira parar de fumar eu posso te ajudar, é só entrar em contato.

Open chat
Powered by
%d blogueiros gostam disto: