A depressão é um transtorno mental que pode acometer pessoas de todas as idades e sexos, desde crianças muito pequenas até idosos. Porém, características individuais de alguns grupos podem fazer com que a depressão se manifeste de determinadas maneiras. Neste artigo vou explicar um pouco como é a manifestação da depressão em homens.

Se você tem alguma dúvida sobre o que é depressão, te aconselho a ler este artigo em que explico detalhadamente sobre o assunto.

As mulheres são mais propensas a desenvolver depressão do que homens, mas isso não significa que eles estejam imunes ao transtorno. Por outro lado, os homens são mais propensos a desenvolver dependência de álcool e outras drogas, mas isso é assunto para outro artigo.

A depressão pode se apresentar nos homens um pouco diferente das mulheres. Muitos homens tem dificuldade de perceber os sentimentos de tristeza e costumam não chorar, ou chorar escondido. Veja abaixo os principais sintomas de depressão em homens.

Fadiga: Uma das mudanças mais fácil de identificar em homens com depressão é a fadiga, tanto física como mental. Já acordam pela manhã cansados, ou se cansam muito mais rápido do que costumavam. Precisam de muito mais esforço para realizar tarefas que faziam facilmente antes.

Dor de estômago ou dor nas costas: A dor nas costas é comum em pessoas que estão deprimidas, bem como prisão de ventre ou diarreia e dores de cabeça.

Irritabilidade: é um dos principais sintomas da depressão nos homens. Eles costumam se irritar por coisas que antes relevariam, ou mesmo situações banais os fazem explodir de raiva (por dentro ou externalizando). O pensamento negativo também pode estar presente na irritação.

Dificuldade de concentração: Há uma lentificação na capacidade de processar informações, dificultando a concentração em tarefas. O excesso de pensamentos também pode fazer com que o homem tenha dificuldade de se concentrar.

Perda do prazer em atividades que gostava: parece que as coisas que gostava não tem mais grassa, são desinteressantes.

Criticidade: homens deprimidos podem se tornar muito críticos, tanto consigo mesmo quanto com os outros. A auto criticidade acontece quando eles começam a se culpar por tudo de ruim que está acontecendo em sua vida, ver erros mínimos como falhas grotescas. Eles também pode ser críticos com os outros, não tolerando qualquer falha e cobrando excessivamente sem muita ponderação.

Planejamento em excesso sem ação significativa: O cara fica basicamente o tempo todo pensando em seus problemas e em como resolve-los, contudo não consegue colocar em prática tudo o que pensa, seja por serem coisas que não dependem dele ou pela dificuldade de concentração e diminuição na energia. As falhas de colocar os planos e o aumento da autocriticidade tornam o homem extremamente irritadiço.

Raiva ou hostilidade: A raiva é mais intensa que a irritação, ela geralmente vem acompanhada de algum comportamento agressivo ou atitudes radicais para controlar a impulsividade de agressão. Alguns homens podem sair no meio de uma conversa difícil e ficar horas sem comunicação, podem quebrar coisas ou se machucar, por exemplo socar a parede ou sofrer um acidente por dirigirem rápido de mais. Brigas de transito, por sinal, podem ser comuns em homens deprimidos. A hostilidade e a agressão verbal também é esperada nestes casos.

Stress: A exposição prolongada ao estresse pode ser um fator que leva à depressão.

Isolacionismo: o cara perde o interesse em ver e estar com as pessoas, mesmo os amigos. Recusa convites para sair, se irrita no meio de muita gente, se torna menos comunicativo.

Ansiedade: Homens deprimidos podem se sentir bastante ansioso. Há uma ligação bem forte entre a ansiedade e a depressão, sendo comum um causar o outro. Esta ansiedade pode estar presente tanto com sintomas físicos (coração acelerado, aperto ou pontadas no peito, tremores nas mãos ou no corpo, membros formigando, tontura, calafrios, sudorese, tensão muscular, dificuldade de concentração), quando psicológicos (pensamentos de que algo ruim vai acontecer, tentar antecipar possíveis problemas para resolve-los antes que ocorram, esperar sempre o pior, agitação, impaciência).

Abuso de substâncias: Os homens podem passar a abusar de substâncias psicoativas (álcool, cigarro e outras drogas) quando deprimidos. As substâncias agem como neutralizantes dos sentimentos, fazendo-os se sentirem melhor momentaneamente. E como estão se sentindo mal cronicamente, há o abuso. Se o homem começa a beber ou fumar mais do que estava habituado é um forte indício que um quadro depressivo pode estar se instalando.

Disfunções Sexuais: Há uma correlação forte entre a depressão e disfunções sexuais. É bastante comum que homens deprimidos não sintam vontade de fazer sexo ou que tenham disfunção erétil.

Indecisão: O pensamento excessivo em problemas pode fazer o homem ficar com dificuldade de tomar decisões, afinal, a vida dele já está ruim e ele pode não aguentar mais uma decisão errada. Também há uma dificuldade maior de processar informações devido a baixa de neurotransmissores no cérebro.

Pensamentos suicidas: Mulheres são mais propensas a tentar o suicídio, mas os homens têm mais de quatro vezes mais chances de morrer se tentarem. Pode ser que o pensamento não seja necessariamente de se matar, mas sim uma vontade de sumir. Alguns homens podem não ter uma vontade de se matar ou sumir, mas eventualmente aparecem em sua mente pensamentos para atentar contra a própria vida, por exemplo “se joga daqui” ou “bate o carro”.

Tratamento da depressão em homens

Muitos homens não procuram tratamento para depressão pois veem o transtorno como uma fraqueza, não querem admitir que não estão bem ou não sabem que podem estar com o transtorno. O tratamento da depressão nos homens pode ser realizado pelo médico (clínico em casos leves e psiquiátrico em casos moderados ou graves) e pelo psicólogo.

O psicólogo vai analisar junto ao paciente quais são os fatores que levaram ele a entrar em depressão, ajudá-lo a entender o que é o transtorno e a como mudar as circunstâncias de sua vida para melhorar o humor. O médico vai entrar com um remédio para ocorrer uma mudança neuroquímica no cérebro e melhorar o humor. Geralmente o acompanhamento conjunto do psicólogo e do médico é o mais indicado para casos moderados e graves, os leves somente a terapia pode ser o suficiente.

Se você estar com alguns sintomas descritos acima, não deixe de procurar um profissional para avaliação. E se você conhece alguém que esteja passando pelas situações descritas, envie este texto para ele para ajudá-lo a entender o que está acontecendo consigo mesmo.

NÃO QUEIME A LARGADA - Ebook Gratis

NÃO QUEIME A LARGADA - Ebook Gratis

TUDO o que você precisa saber sobre EJACULAÇÃO PRECOCE.

Neste ebook trago para você o que tem de mais recente e confiável no entendimento da EJACULAÇÃO PRECOCE.

O ebook será carregado em uma nova página em instantes!

Open chat
%d blogueiros gostam disto: